Clube da Menô

A minha vida só é possível incrementada!

Textos


Cia. Bachiana Brasileira - Benfeitoria - 2016

Amigos e leitores,

Eu só entro na parada da doctor quando eu acho que é necessário. Aproveitei que ela está tomando banho num ofurô com leite de cabras gregas pra invadir o espaço dela. Portanto, prestem atenção ao que vou falar, ok?...
 
Eu sei que ao ligarem a TV só veem ARBITRARIEDADES na política, sobre inflação, desemprego, violência etc. Isto tudo com aquelas vozinhas irritantes de certos jornalistas. O pior é quando entra uma jornalista que pretende resolver qualquer impasse de grana da gente, indicando um blog pra maiores explicações. Parece que todos nós somos retardados mentais. Uma coisa absurda... 
 
Em plena Paraolimpíada, muito mal divulgada e incentivada nacionalmente (e que ainda não acabou), venho aqui divulgar e batalhar por uma campanha pela cultura brasileira. Em meio a tantos dramas políticos, em meio ao limbo pelo qual passamos, sem perspectivas até nas futuras eleições, eu tenho a ousadia de falar ao meu público sobre uma orquestra e sobre sua campanha de financiamento que findará no dia 21 de setembro próximo - a CIA BACHIANA BRASILEIRA, a maior orquestra e coral do Brasil, a meu ver. 
 
Coro e orquestra maravilhosos, e que têm muitos apoiadores, porém perderam o patrocínio pra trazer para o Brasil uma violoncelista alemã no próximo dia 9 de outubro. Até dia 21 de setembro eles vão definir se podem ou não trazer a artista. Com ela, acresce-se o que ela pode fazer pelos músicos brasileiros, principalmente nas organizações de comunidades pobres.
 
O evento da BACHIANA no dia 9 de outubro precisa de renda antes do acontecimento. Os músicos não vão tirar lucro nisto e devolverão o que arrecadarem caso não tenham sucesso no empreendimento.
 
O valor da contribuição (20, 40, 60 ou mais reais) vai dar direito a convites e otras cositas. Eu nem estou aí com o que tenho direito. Quero é participar e o farei toda vez que entrar um trocadinho.  Crowdfunding, este nome estranho pra nossa  língua e linguagem, significa financiamento coletivo, coisa que sempre aconteceu quando a multidão decide financiar algo que acha importante para a sociedade. Assim eu ensinaria a um amigo ou a um filho.

Esta orquestra é muito importante. Ela representa nosso País há muitos anos. Pelas contingências atuais de pobreza do país, e de espírito, perderem patrocínio pra trazer uma personalidade pro nosso Brasil significa retroceder na cultura. Até dia 21 de setembro teremos que decidir se quem vence é a vontade popular.

Eu não posso ajudar uma amiga com tetraplegia, com esclerose múltipla, com tantas necessidades na vida; eu não posso nem pagar todas as minhas contas, mas eu posso divulgar ao meu modo um movimento que já acontece há meses, com o nome do brasileiro, com nosso espaço neste mundo. É inaceitável a BACHIANA não poder introduzir aqui na nossa praia o sonho de dias melhores! 

Ir ou não ao concerto da Bachiana no dia 9 de outubro de 2016, aqui o Theatro Municipal, depende da oportunidade, tempo e interesse. Eu vou - a não ser que a doctor tenha que fazer um parto ou tenha um AVC... Mas vocês todos do Brasil podem contribuir com a coisa. É só entenderem ao que veio a CIA. BACHIANA BRASILEIRA no link que envio. Lá poderão contribuir e assistir ao meu maestro preferido explicando o que eu aqui falei de forma eclética.

 
Temos até o dia 21 de setembro de 2016
https://benfeitoria.com/bachiana
Leila Marinho Lage
Enviado por Leila Marinho Lage em 14/09/2016
Alterado em 14/09/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ao copiar e divulgar meus textos, imagens, áudios e apresentações em power point slides, dar os créditos devidos e citar meus sites: http://www.clubedadonameno.com e http://www.clubedameno.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras