Clube da Menô

A minha vida só é possível incrementada!

Textos


A SUPER LUA de 2016

Acredito que visionários, estudiosos, inteligemtes, entendam o quanto a Lua nos rege. Só não entendo quem acha que pode fotografá-la como ela é e a gente a vê. Não há como, mesmo hoje, na super lua, quando ela após cem anos é mais evidente.

Well, daqui da minha janela o céu é cinzento. Há uma certa claridade na noite, mas está chuvoso, uma noite muito feia para os normais. Aqui no Rio a tal Lua já era. Parece até o cometa Halley, que passou batido anos atrás, driblando os anseios de todo mundo.

Os fissurados por fotografar crateras de manchas desbotadas da Lua deviam saber que não é nas suas câmeras que irão vê-la em seu pleno esplendor, e que não é um zoom fenomenal que faz um ser humano superior, destacado - muito pelo contrário. O cara é apenas um troglodita diante de algo superior, aquilo que jamais vai alcançar!

As maiores personalidades de todos os nossos tempos não precisaram de câmeras fotográficas, muito menos de telescópios para entendê-la, para fazerem parte dela.

Perdoem-me os sujeitos que se acham fotógrafos de Lua. Vocês deviam procurar mais nos livros do que em suas parcas lentes...


SONETO À LUA
Vinícius de Moraes
Rio de Janeiro , 1938

Por que tens, por que tens olhos escuros
E mãos lânguidas, loucas e sem fim
Quem és, quem és tu, não eu, e estás em mim
Impuro, como o bem que está nos puros?

Que paixão fez-te os lábios tão maduros
Num rosto como o teu criança assim
Quem te criou tão boa para o ruim
E tão fatal para os meus versos duros?

Fugaz, com que direito tens-me presa
A alma que por ti soluça nua
E não és Tatiana e nem Teresa:

E és tampouco a mulher que anda na rua
Vagabunda, patética, indefesa
Ó minha branca e pequenina lua!
 

https://www.youtube.com/watch?v=Ey4n8vqlX_o

Leila Marinho Lage
CLUBE DA DONA MENÔ

http://www.clubedadonameno.com
Leila Marinho Lage
Enviado por Leila Marinho Lage em 15/11/2016
Alterado em 15/11/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ao copiar e divulgar meus textos, imagens, áudios e apresentações em power point slides, dar os créditos devidos e citar meus sites: http://www.clubedadonameno.com e http://www.clubedameno.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras