Clube da Menô

A minha vida só é possível incrementada!

Textos

Favor não deixar recado!

Eu liguei para um colega agora, que é especializado em oncologia. Quis agradecer um favor, mas entrou na caixa postal: “Aqui é Dr Lamarca. Favor não deixar recado!!!”.

Antipático, não é?... Em hipótese nenhuma, não... Quando se deixa um recado em caixa postal de um médico, significa que queremos um retorno desta ligação. Além de ser uma coisa deselegante na etiqueta social, não temos garantia de que o dono da linha vá ler a mensagem, assim correndo o risco de esperarmos em vão.

Um verdadeiro profissional da saúde fica ligadão 24 horas num celular. O seu celular é para assuntos extremamente importantes. Se ele não atende é porque é impossível o contato e devemos tentar de outras formas encontrar o médico ou termos paciência e ligarmos em outra hora até ele poder atender. Se possível, procurar seus atendentes, se o caso não exigir urgência. É assim que funciona e fim.

Meu amigo está neste momento tirando o sofrimento de alguém. Mesmo que esteja dormindo, ele se prepara para o dia seguinte, na eterna saga, muitas vezes não reconhecida, de cuidar de gente doente. 

Ele fez isso ontem também. Eu precisava ajudar uma paciente, mas só podia fazer isso por intermédio dele. O que se ganharia? Nada - nem eu, nem ele.

Eu o conheço hás uns 20 anos (ou será mais?) e jamais o vi pessoalmente. Apenas conversamos sérios assuntos ao telefone, quando estamos diante dos dramas das vidas de pessoas pelas quais nos dispomos ser responsáveis.

De vez em quando ele liga: “E, aí? Como vai a senhora fulana de tal? No meu acompanhamento está tudo indo direitinho”. Do nada, e sem uma explicação prática, ele liga e me pergunta isso. Eu acho o maior barato, um interesse raro e abnegado, uma vez que tenho certo preconceito com oncologistas. Conheço uma leva meio besta que se diz da “linha americana”. Bem, eu acho que tanto nos States quanto aqui ou na China existam idiotas, portanto, eles se atraem...

Quando a gente pode conciliar competência profissional a algo mais, mas que só existe no caráter, estamos diante de um médico. Lamarca é assim. Ele consegue passar esperança e tranquilidade em qualquer situação e faz tudo para conseguir tal determinação. Viver 24 horas diante da tragédia e poder dentro dela salvar vidas ou amenizar sofrimentos, utilizando não só a teoria e prática, mas o carinho, a compreensão e a bondade, e não se deixar abater pelas lutas perdidas, são coisas que somente quem tem berço consegue.

A qual serviço ele pertence? Interessa isso? Não aqui no meu texto... De que cursos participou? Seus títulos e especialidades possuem valor no “mercado” da medicina? Será que isso tudo basta? Não!!!

Colega Lamarca, eu não posso dizer que sou sua amiga, só uma admiradora. Não consegui contato telefônico e decidi dizer ao mundo uma coisa que durante esses anos todos eu não tive oportunidade nem inteligência para dizer:

Sei que tem olhos bonitos, através de informações de tantos pacientes que os olharam profundamente, mas posso lhe afirmar que lhe conheço bem pelo tamanho (enorme), o formato (divino) e a cor (transparente) de sua alma.

Obrigada por honrar nossa classe.

Leila Marinho Lage
Ginecologia e Obstetrícia
Rio de Janeiro, que continua lindíssimo, 14 de agosto de 2008
http://www.clubedadonameno.com

Leila Marinho Lage
Enviado por Leila Marinho Lage em 14/08/2008
Alterado em 15/08/2008
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras