Clube da Menô

A minha vida só é possível incrementada!

Textos

HPV - o homem contaminado

Recebi em minha página na Internet este recado de um leitor não identificado:
 
“Possuo o HPV e gostaria de saber se depois que eu tomar a vacina, mesmo assim ainda posso passar o vírus para outra pessoa, se chegar a ter uma relação sem proteção com ela”.
 
Resposta da Leila - não a escritora, mas a médica ginecologista:
 
Você não deixou seu endereço eletrônico e talvez não leia minha resposta.
 
Tenho vários trabalhos no meu site e alguns aqui no Recanto das Letras sobre infecção pelo HPV. Acho importantíssimo o interesse dos homensm no que diz respeito à contaminação por esse vírus, que raramente causa câncer no homem, mas é a mais comum causa de câncer no colo uterino da mulher e o câncer de maior incidência na mulher jovem.
 
Acho o maior barato a preocupação de um homem em não contaminar sua parceira. Isso demonstra EDUCAÇÃO, BOA ÍNDOLE, ELEGÂNCIA, CARÁTER. Só um homem responsável e confiável se preocupa com sua parceira sexual, mesmo eventual parceira.
 
Um homem que "pega" o HPV, geralmente constatado através das verrugas genitais, nem sempre está passando o vírus que causa o câncer na mulher. Existem vários subgrupos desse vírus.
 
O homem pode fazer a vacina (e acho que seria a única forma de controle da doença!), mas ela está sendo direcionada à mulher.
 
Se você foi contaminado, existem vários tratamentos para que se cure. É só achar um médico responsável que cuide de você e que lhe acompanhe. Ele vai tratar as lesões visíveis e vai indicar que periodicamente volte para ser realizada a peniscopia e estudo citológico de áreas suspeitas.
 
Se não conhecer um médico para isso, procure a Sociedade de Urologia de sua cidade e veja quem faz este exame.
 
Procure sempre médicos competentes, pois é possível ficar curado. E saiba que só o seu médico poderá dizer quando não estará mais contaminante.
 
Se teve HPV, use preservativo em QUALQUER contato sexual. Alimente-se bem. Seja higiênico ao máximo e avise sua parceira sobre o que teve. Ela também tem o direito de se proteger.
 
O homem tem vergonha e preconceito de ir a urologista periodicamente. Um homem de verdade vai ao especialista sempre; faz tudo que é possível para evitar ou detectar precocemente doenças.
 
A vacina não serve para tratamento, apenas para evitar o contágio. Não se pode afirmar que a vacina sirva para evitar recidivas em quem já é portador.
 
Doenças sexualmente transmissíveis não surgem só na mulher. Os bichinhos existem no homem e na mulher. Entretanto, só aquele que está com a imunidade baixa é que vai ficar doente. Mas quem sabe quem está com a imunidade baixa?...
 
Existem fitoterapeutas que afirmam que a vacina é balela; que só serve para criar resistência do vírus... Imagine se Sabin não lutasse pela vacina contra poliomielite? Hoje teríamos vários pacientes acometidos pelas sequelas da doença! Sabin abdicou da patente em prol da humanidade, sabia?
 
Só que existem detalhes importantes:
 
Prepare-se para gastar uma grana. A vacinação contra o HPV é cara.
 
Fazem campanhas maravilhosas contra a rubéola e vacinam o mundo indiscriminadamente. Mas não se ouve falar em vacina em massa para HPV... Não se ouve falar em vacina em massa para hepatite B também. Se a vacina é cara, ela passa a ser dispensável... Só quem tem grana pode ficar imune. O resto vai se expor.
 
O que resta é usar a tal camisinha, que não protege tudo, pois só de encostar em alguém contaminado com HPV, a pessoa pode pegar a tal virose. Pensam que a contaminação se dá apenas na penetração ou na ejaculação. Não é isso. O contágio é por contato, mesmo externo.
 
Use preservativo ao ter alguma relação sexual. A maioria de minhas pacientes nem imaginava que era portadora do vírus. E a maior parte é higiênica e não teve muitos parceiros sexuais. NINGUÉM ESTÁ LIVRE DA DOENÇA. Até a pessoa mais limpa e de alta condição social pode estar com HPV.
 
Se estiver sempre em contato com um médico bom, e se sua parceira estiver indo periodicamente ao ginecologista, nada de mal acontecerá com vocês.
 
Hoje em dia falar de sexo deveria ser tão comum quanto falar de doenças sexualmente transmissíveis. No dia em que as pessoas encararem as doenças adquiridas através do sexo da mesma forma uma gripe, teremos uma sociedade menos preconceituosa e mais SAUDÁVEL.

Veja os textos sobre HPV em meu site:

O que é HPV
http://www.clubedadonameno.com/tmedicos/mostra_temas_medicos.asp?id=11
Qual a nota do seu Zé?
http://www.clubedadonameno.com/tmedicos/mostra_temas_medicos.asp?id=12
PPS sobre HPV
http://www.clubedadonameno.com/tmedicos/mostra_temas_medicos.asp?id=15
Vacina do HPV
http://www.clubedadonameno.com/tmedicos/mostra_temas_medicos.asp?id=13
Mais sobre a vacina
http://www.clubedadonameno.com/tmedicos/mostra_temas_medicos.asp?id=14
Como encarar a contaminação
http://www.clubedadonameno.com/tmedicos/mostra_temas_medicos.asp?id=52



Leila Marinho Lage
Ginecologia e Obstetrícia

 












Leila Marinho Lage
Enviado por Leila Marinho Lage em 19/11/2008
Alterado em 11/10/2009
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras