Clube da Menô

A minha vida só é possível incrementada!

Textos

Chá de gengibre com limão

- "Alô...".

- "Oi, Leila, com o é que você está?".

- "Eu? Acho que to com febre. Por que você ligou?".

- "Não sei. Senti que você que estava mal...".

- "Po, você descobre que eu to ruim antes de mim mesma! Desmarca a turma, Dejê! Quem é que está pior?".

- "Eu acho que você...".

- "OK... Então manda o pessoal ir amanhã pela manhã e desmarca a tal cirurgia".

- "Já fiz isso tudo".

- "Já?".

- "Já... A paciente está gripada que nem você, então não pode ser operada. Desmarquei e pronto!".

Desliguei o telefone achando que eram 6 horas da madruga. Era meio dia. Até agora não consigo entender como é que a minha secretária adivinha as coisas. Ela me liga antes até dos acontecimentos. Eu estou com febre e aquela doida sentia que eu estava mal... Como pode?

A secreta de antemão já avisa para não me ligarem quando adoeço, mas sempre acontece de alguém ligar. Foi o caso ainda há pouco. Uma paciente, que eu não sei quem é, mas que me parece ser muito conhecida, me ligou, achando que estava ligando para o consultório. Ela queria marcar consulta. Comentei que eu estava em casa por causa de uma gripe - acho que é gripe.

- "Tome chá de gengibre com limão, doctor!".

- "Bem, eu adoro gengibre, até na comida e nos doces, mas odeio limão".

-  "Doutora, gengibre faz bem pra respiração!".

- "Eu sei, cara! Acontece que eu to aqui sozinha e está chovendo. Não dá pra sair na rua e comprar gengibre, muito menos limão".

- "E que tal chá verde? Tem?".

- "Tenho. Tomo que nem água...".

- "Então?! Coloque canela!".

- "Tá de sacanagem comigo, é? Odeio cheiro de canela!".

- "Pelo menos tome chá de gengibre, doutora".

- "A única coisa que tomei foi paracetamol...".

- "Não é a mesma coisa...".

- "Eu sei, minha paciente!".

Quando consegui levantar da cama e verificar que chovia na sala, pois deixei a janela aberta, decidi lavar todas as roupas de frio - o frio vai chegar e a gripe me avisou disso...

Coloquei na máquina o pijama todo forrado de espuma que comprei numa loja aí; uma coisa horrorosa, feia, de um azul turquesa, que está com ácaros. Lavei junto com todas as minhas colchas, que vão me render no inverno.

Eu até já vesti o pijama ao estilo "teletubes" para o meu Josualdo ver. E ele adorou! Como é lindo o amor... Eu fico ridícula nele!

A febre anuncia gripes. Eu as encaro o tempo todo. Gente tossindo na minha cara... Eu não me vacinei. Eu achava que era imune e que somente velho devia tomar a vacina. Descobri que eu sou velha... Também me dou conta que qualquer um, independente da idade, pode ficar gripado.

A vacina para a gripe só imuniza temporariamente para o vírus Influenza, mas outros vírus de gripe existem. Talvez se eu tivesse sido vacinada este ano, não estaria aqui de cama, ou melhor, na cadeira de um pc, escrevendo pra vocês...

Uma coisa me recuperou de imediato. Quer dizer, eu ainda não sei se é remédio... Ainda não sei... Falei com Alícea e ela disse que terá uma irmã ou irmão. Serei  "avó" de novo...

Vou deitar.  Acho que é o melhor que faço agora...
Leila Marinho Lage
Enviado por Leila Marinho Lage em 27/04/2009
Alterado em 06/10/2009


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras