Clube da Menô

A minha vida só é possível incrementada!

Textos


Dia do Obstetra

No dia 14 de abril de 2011 descobri que o dia do Obstetra foi no dia 12 de abril... Recebi uma cartinha super amorosa de uma antiga e afastada paciente, que muito me emocionou. A mesma está inscrita em meu site pessoal e me mandou uma mensagem que eu jamais esperava receber, lembrando do meu dia.

Automaticamente eu voltei ao domingo passado, dia 10 de abril, um dia meio esquisito, em que eu saía de um plantão pesado e lutava contra o sono pra poder fotografar Cabo Frio. Eu estava ao lado de uma amiga e sua filha. Elas vieram especificamente naquele dia para a cidade, vindas do Rio, só pra passarem um dia comigo e com as minhas loucuras de fotografar. A gente pensava em ir a uma praia paradisíaca, mas o céu não era convidativo. Decidi, assim, ir a uma ilha, mas não encontramos barcos para este fim. Andamos muitos quilômetros pela cidade e acabamos exatamente no mesmo lugar de sempre, ou seja, num lugar que me inspira curiosidade e me atrai: o bairro da Passagem.

Eu até ria, porque quanto mais eu perguntava por algum navegador que me levasse a tal ilha, mais ouvia: "É logo ali!". O "logo ali" nunca chegava... Então acabamos, exaustas, sentadas em cadeiras diante de uma casa que dizia numa placa que servia peixe. O dono do recinto alertava que não queria propaganda, pois a sua finalidade era apenas fritar simples peixes, chamados olho de boi, a quem chegava, mas não tinha infraestrutura para muitos fregueses...

Enquanto a gente degustava os peixinhos, sem acompanhamento, conhecemos a vida deste senhor, que vale muitos artigos futuros. Mas o que mais me impressionou foi a sua cultura adquirida. Ele era um autodidata. Estudou em livros e aprendeu tantas coisas....

Enquanto a gente tomava uma cerveja e a filha de minha amiga, que hoje tem 13 anos e nasceu por minha mãos, bebia refrigerante, vi na nossa mesa este acróstico acima. Nós tínhamos comentado com ele que eu era médica e recentemente tinha assumido um cargo na cidade. O papo rolou sobre saúde, sobre medicina e sobre a nossa realidade.

Deu no que deu... Senhor Valcir, sem me conhecer direito, acabou me homenageando, numa atitude simples, mas extremamente simpática.

Leila Marinho Lage
Abril de 2011
http://www.clubedadonameno.com
Leila Marinho Lage
Enviado por Leila Marinho Lage em 15/04/2011
Alterado em 15/04/2011
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras