Clube da Menô

A minha vida só é possível incrementada!

Textos

Dutee Chand e testosterona

Hiperandrogesnismo é uma doença hormonal. Se esta atleta não usa hormônios masculinos exógenos, não administrando hormônios masculinos em seu corpo, nada contraindica esta atleta em competir, mesmo que ela tenha algum distúrbio hormonal!

Se ela não está doente, com um tumor produtor de hormônio masculino; se ela não está cabeluda e falando grosso, por conta de doenças da glândula supra renal, por que esta atleta é discriminada nas competições? Até porque, se ela tivesse mais hormônio de macho do que feminino, não teria condição clínica de competir com absolutamente nada. Só pela sua vida.

Não sei se é o caso, mas algumas mulheres com síndrome de ovários policísticos não ovulam e até podem ter níveis de hormônios masculinos um pouco mais elevados. Mesmo assim, são mulheres à toda prova! Poucas convertem para homossexualidade.

Lembrando que todas as mulheres, naturalmente, têm “hormônios masculinos” em seu corpo. Se não fosse assim, nenhuma mulher comeria um homem! Também explicando que qualquer mulher, dependendo de seus hormônios, é macho ou não, o suficiente pra subir em qualquer vara.

Chulo?! Mais chulo é desclassificar uma atleta, uma profissional do esporte!

A moça atleta é um mosaico, entre homem e mulher? Será que isto passou despercebido? Ela tomou muita maromba e encontraram um coquetel de testosterona na corrente sanguínea e foi IMBECIL O SUFICIENTE POR PASSAR POR ESTA VERGONHA, QUE NEM O NOSSO ÚLTIMO LUTADOR FAMOSO, DO ULIMATE FIGHTER? COMO É O NOME DELE?

A moça atleta tem algum tumor produtor de hormônio masculino? A atleta está doente, ou será que algum puto resolveu sacanear o trajetória de uma desportista? Tudo é possível nesta maratona desportista do mundo atual e competitivo. Um dia, daqui a alguns anos, vamos saber a verdade.

https://www.youtube.com/watch?v=novo3GNsQSE
Leila Marinho Lage
Enviado por Leila Marinho Lage em 08/03/2015


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras