Clube da Menô

A minha vida só é possível incrementada!

Textos


O FAROL E O VELHO MARINHEIRO

Lembrei de Neruda, lembrei de Drummond, lembrei de Fernando Pessoa e quis utilizar algum poema para exemplificar nossa realidade do dia a dia.

As coisas acontecem de forma tão rápida, que não há tempo pra fazer arte, apenas crônicas ou artigos. Assim escrevo referindo-me à tragédia anunciada no dia de hoje, aqui no Rio de Janeiro.

Certamente hoje alguém morreu assassinado, uma criança foi estuprada ou alguém foi assaltado, mas durante o dia inteiro o Rio de Janeiro e os meios de comunicação transmitiram o drama, a tragédia, num dos locais mais privilegiados da cidade, que fará (ou faria) parte das atividades esportivas na olimpíada - a ciclovia na orla de São Conrado, que desabou hoje de manhã por causa de uma onda, que levou pelo menos duas pessoas, fora outros corpos que vão começar a boiar a partir de amanhã nas nossas praias.

Se fosse uma pequena ponte, não seria notícia, mas foi uma obra de milhões de reais tirados do bolso do povo brasileiro, que durou dois anos pra ser realizada, com toda a infraestrutura da modernidade e da inteligência até hoje adquirida ao longo dos séculos.

Concordo que é uma obra maravilhosa, linda e útil, principalmente para o turismo, mas não obra faraônica... Uma parte da "pequena" via, na borda de um barranco abissal, se soltou e levou duas vidas, só por causa de ondas que já estavam sendo monitoradas e que causam todos os anos estragos.

Se fôssemos um país de terremotos, isto não aconteceria. Se fôssemos um país de maremotos, também não, mas aqui as pessoas acham que nada vai acontecer de diferente e que a gente pode deixar pra lá situações da natureza que se sobrepõem âs construções humanas.
devem ter (ou deviam ter). Sabedoria é coisa que envolve coragem. Se em algum setor desta obra verificaram uma falha (E ELA EXISTIA), por que quem sabia não abriu o bico?

Acredito que tenha sido pra não perder o seu emprego. Deu no que deu. Quem sabia que aquele trecho não era seguro devia ter escrito e divulgado. Esta pessoa ou pessoas são coniventes do crime, pois isto foi CRIME!

E não fica só nesta obra, não! Muitas outras estão irregulares no Brasil INTEIRO e são lugares de utilização pública. Todas elas seriam seguras se as pessoas responsáveis abrissem o verbo, mesmo que fossem ameaçadas de morrer. Mas ninguém quer ser Tiradentes hoje...

Na prática, só se precisa saber qual foi o culpado (de dois suspeitos): o engenheiro ou o construtor. Foi o engenheiro que calculou errado a planta e seus cálculos ou foi o construtor que não seguiu as normas de segurança devidas (constando nisto, o material usado, a fiscalização e controle necessários)? Ou será que no meio dos dois, veio o faraó dos tempos modernos e determinou que a "pontezinha" já estava boa e não precisava mais de controle?...

Muitas décadas atrás o bondinho do morro do Pão de Açúcar começou a funcionar. Era um teleférico muito inseguro, apesar de hoje ser um sistema extremamente confiável. Sua construção seivou muitas vidas, principalmente de índios escravos. Como também morreram milhares de pessoas desde o primeiro projeto do Eurotúnel. As grandes pirâmides do Egito foram montadinhas por décadas e muitos também morreram, mas não é possível aceitar que um cidadão, morador do Rio de Janeiro, inocente, pilotando bicicleta ou fazendo Cooper, num feriadão, morrer afogado e esmagado em costões rochosos num dos lugares mais lindos do mundo, no ano de 2016, na cidade que vai sediar os próximos jogos olímpicos.

Como se já não bastasse a safadeza política que acontece no nosso país e na nossa sociedade, nas nossas vidas particulares, agora vem esta VERGONHA! E agora eu venho aqui ao que pretendo dizer:

É o policial neurotizado que percebeu que um prédio foi tomado por terroristas; um cientista incompreendido que agora pode provar que sua vacina funciona, quando africanos começam a morrer; uma mulher que mata mafiosos com golpes de karatê; um ex soldado de guerra com problemas de comportamento, mas que foi convocado pra mudar o destino do mundo que está na iminência de ser explodido; uma criança que tem contato com extraterrenos e sabe mais do que qualquer outra pessoa, e tem poder de evitar que a humanidade seja dizimada pelos guerreiros do espaço? É o pescador que sente o faro do tubarão à espreita, que quer comer as pernas das criancinhas na beira da praia? Não há mais espaço para essas pessoas no planeta Terra!

Ninguém é capaz hoje de deter a sabedoria e ser herói. Se alguém quer salvar o mundo, deve se unir a equipes, estudar bastante, fazer seu terreno e ser HONESTO AO MÁXIMO, LUTANDO PELO QUE ACREDITA!

Se a ponte caiu, nos dias de hoje, neste mundo globalizado e culto, cheio de especialistas, alguém já previa isto! Quem foi esta pessoa? Por que não alertou?

Alguns meses atrás um turista perdeu uma perna, comida por um tubarão na ilha paradisíaca de Fernando de Noronha. Ilha estratégica na segurança do país, e, portanto, muito segura. Alguém perguntou ao velho lobo do mar, aquele que fica lá no farol, sobre este perigo? Alguém conseguiu explicar por que num lugar turístico, e super controlado por biólogos, veio um tubarão doido pra comer a perna de um tursita?

E se acontecer de novo? Qual o estudo tem sido feito sobre isto? O que tem sido divulgado nas televisões pra dar uma satisfação à sociedade?

Ora, a PREDIDENTA tá nos STATES pra resolver sobre o clima mundial. Deixou seus algozes no lugar. Ninguém até agora na televisão falou o que ela tá fazendo lá fora. Todas as atenções ficaram na cicloclovia que desabou no Rio. Daqui a pouco vão chegar os jogos Olímpicos me obrigando a parar de trabalhar e me dando prejuízo. Pior ainda: AS ELEIÇÕES OBRIGATÓRIAS.

PQP! VOU VOTAR EM QUEM? PRA QUÊ?!

Mas quem move este país nunca para. Se essas pessoas parassem, não haveria país! Em qualquer situação exótica, absurda ou surreal, tal como vemos, eles nunca param. A força motriz de nossa  Pátria não depende da política ou qualquer outra situação. São os desconhecidos, os que trabalham na sombra e não têm tempo de levantar bandeiras e irem a praças públicas pra dizerem SIM OU NÃO!

São os engenheiros, arquitetos, cientistas, médicos, advogados, enfermeiros, funcionários públicos, domésticas, a mãe, o desempregado mascate que prefere se humilhar nas ruas a ter que matar e assaltar, o controlador de voo, o militar, o pedreiro, o peão, o administrador honesto e sua empresa, o empregado e empregador que pagam impostos - e por isto mesmo têm gastrite e insônia.

Eu não sei se meu país está pronto pra receber turistas nas OLIMPÍADAS. Isto é menor, pois eu antes disto estou preocupada se meu povo tem o farol e o marujo certos pra o orientar nas tormentas deste mar hostil.

Leila Marinho Lage
clubedadonameno.com
Leila Marinho Lage
Enviado por Leila Marinho Lage em 21/04/2016
Alterado em 11/09/2016


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras